quinta-feira, 1 de abril de 2010

Ilusao ou um banco de jardim

As árvores são de memórias vivas
Comigo vive a eterna ilusão
Abanam ao vento num silêncio contidas
As árvores, que conhecem o teu coração

Cai chuva de água solta e fria
Por um caminho antes percorrido
Digo palavras que eu queria
Por um amor que tinha morrido.

Aqui, entre cisnes de bonita cor
Onde nunca tinha amado
Deambulei abraçado e sonhador
Por cima de um banco encarnado.

O sol que se agasalha de frio intenso
Nas ruas que são a tua memória
Guardaste para mim um amor imenso
Para o escreveres na tua história.

4 comentários:

Isadora disse...

Lindíssimas palavras aqui deixadas.
Um beijo,
Isadora

Sonia Schmorantz disse...

Páscoa...
É ser capaz de mudar, 
É partilhar a vida na esperança, 
É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
É ajudar mais gente a ser gente, 
É viver em constante libertação, 
É crer na vida que vence a morte.
É dizer sim ao amor e à vida, 
É investir na fraternidade, 
É lutar por um mundo melhor, 
É vivenciar a solidariedade.
É renascimento, é recomeço, 
É uma nova chance para melhorarmos 
as coisas que não gostamos em nós, 
Para sermos mais felizes por conhecermos 
a nós mesmos mais um pouquinho. 
É vermos que hoje...
somos melhores do que fomos ontem.
Feliz Páscoa!
Um abraço

Anônimo disse...

Frases muito bem escritas.Muita emoção.
Às vezes a vida leva-nos a momentos de sonho que, só quando pensamos a sério nos mostram que afinal foram realidade.
A vida só acaba se quisermos.

Apreveito para vos desejar uma Páscoa muito feliz e um grande abraço de parabéns para a Emília.

Beijinho da Nataleca

oteudoceolhar disse...

Será que o amor morreu mesmo ??? (não é a melhor que tenho, pois tirei mais, mas dedico-te http://olhares.aeiou.pt/o_meu_banco_foto3658018.html )...