segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Ilusão


Quero escrever para falar da minha ilusão
Nesta praia o que me abraça é o mar
Eu sou sozinho com a minha sombra e a solidão
Porque ela não existe para eu a poder olhar.

Mas a vida deixa que eu tenha este encantamento
Olhando as gaivotas belas e livres esvoaçantes
Aqui posso imaginar uns cabelos soltos ao vento
E uns abraços longos e doces de amantes.

Gostava de oferecer rosas no dia que passou
Foram beijos na areia junto ao mar que ofereci
As rosas têm vida breve para quem tanto amou
Nestes dias de chuva e sol que passei junto a ti.

*Foto cedida pela filha

6 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Ah! Tempo!
Nunca quis voltar em ti.
Apenas espero que me devolvas
os sentimentos que vivi.
Não deixes que meu sorriso
se perca pelo cansaço
e que minha voz
se cale por um fracasso.
Não deixes que meus caminhos
se desviem da meta
nem que os percalços
sejam maiores que minha força
para que eu siga esta reta.

Passei neste lindo espaço para te desejar uma linda semana
Abraços

Xana disse...

Essa praia que tem tanto para contar :)
Uma semana cheia de coisas boas

Anônimo disse...

uns cabelos soltos ao vento.
adoro
simples como a livredade do vento.
o alto cabaço.

Anônimo disse...

Estas palavras deixam que pensar,ó Tó.
Mas gostei imenso deste post e a foto está linda.
Parabéns á fotografa.
Pelo post e pela música fica aqui um beijinho da
Nataleca.

mfc disse...

Todas as flores são lindas... e aquela de quem gostamos é a mais linda de todas.

Cat disse...

Muito bonito, parabéns!