sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Escrever para ti

Quero escrever para ti palavras minhas
Tenho de deslizar o aparo com a minha mão
Vou deixar escrito neste areal por onde caminhas
Um recado que fica num desenho de coração.

Quero escrever para ti palavras de amor
Dizer como me faz falta a tua doçura
O aroma puro da mais bela flor
As tuas mãos na meiguice da tua ternura.

Quero escrever para ti palavras de liberdade
Recordar os teus momentos tão carinhosa
Quero falar da minha nostalgia e saudade
Enquanto sonho contigo na Praia da Leirosa.

3 comentários:

Besnico di Roma disse...

Passei para dar um abraço de parabéns por este novo espaço.
Brevemente iremos ao café.
Até breve, amigo

Anônimo disse...

È sempre muito bom passar por aqui.
Ler as lindas frases,cheias de carinho e ficar a ouvir a bela música que toca o coração.

Um beijo

N.

oteudoceolhar disse...

SUBLIME...Dos últimos poemas do trovador, este é o que mais me tocou...vá-se lá saber porquê. Talvez a visão da Leirosa...quiça. Palavras e ecos de palavras...saudade, liberdade, nostalgia, carinhosa...palavritas que sinto também como minhas. Como será essa tua mais bela flor, de puro aroma que te envolve em sentimentos tais, que só vindos de ti fazem sentido? É sempre tão bom caminhar pela tua praia...Beijo n´oteudoceolhar ***