quarta-feira, 30 de março de 2011

Olhando o mar em São Pedro de Moel


Em São Pedro se te via
Nas ruas a passear
Olhava tudo o que se movia
Na busca de te encontrar.

São Pedro sem rosas vermelhas
Do meu amor contrariado
Aparecem uns em parelhas
E eu sozinho namorado.

O vento macio como as mãos dela
Vai embora sem eu lhe tocar
Tem o aroma de uma donzela
Que eu aqui queria amar.

5 comentários:

folha seca disse...

Belo!

flor de jasmim disse...

Que posso eu dizer!!! Adorei simplesmente. Tal como gosto da sua filhota.
Abraço

oteudoceolhar disse...

Antes das palavras duas coisas...que ausência, longa. E que beleza de "Dama" (rabina por sinal), os cabelos perfeitos para voarem ao vento. AMO esta foto, já a namorei n sei quantas vezes...que cabelo.
"O vento macio como as mãos dela ..." Lindo.
A primavera chega e com elas florescam as palavras.
Beijo Juda n´oteudocelhar *

oteudoceolhar disse...

Olá Juda ... tens resposta no meu blog *
Bom fds, cheio de inspiração.
Beijo*

mfc disse...

Tão lindo, tão cheio de sentimento!
Uma nostalgia que nos toca!