terça-feira, 28 de abril de 2009

Devaneios


Ando passo a passo olhando a lua
Recordo os dias do teu regresso
Caminho a pensar em ti pela rua
Na minha vida e, o seu começo.

Pensei e logo fiquei triste e solitário
Porque a alma na memória chora
Vou abrindo o coração ao contrário
Para o que não interessa vá embora.

Sofro a angústia do que não vi
De imaginar a demência não me farto
Amar-te mulher é sentir o que senti
Quando imagino as paredes do teu quarto.

Escrevo meu amor estes poemas de solidão
Sou um homem que sonha contigo acordado
Seremos amantes com toda a imaginação
Sem esquecer os dias que não fui amado.

Deixa que te fale de mim doravante
És o brilho de uma vida a percorrer
Quero-te nas minhas palavras de amante
Que serei para ti, até morrer.

6 comentários:

oteudoceolhar disse...

BRILHANTE...Deixaria um daqueles comentários, a que me habituei e secalhar até mesmo Tu...aqueles de palavras, e frases sem fim...mas para este poema Juda, fica apenas...uma palavra...BRILHANTE. (excelente escolha, fotográfica)...Beijo n´oteudoceolhar **

Nilson Barcelli disse...

Gostei do teu belíssimo poema.
Pelo ritmo, pela sonoridade e pela conjugação de palavras que dão corpo às ideias. Muito bem.
Boa semana, abraço.

Xana disse...

Vou abrindo o coração ao contrário

Será isso possivel, por vezes na vida era bom que se soubesse como
:(

beijinhos e o resto de uma otima semana

Miosótis disse...

Belíssimo poema!
Mas, quanta angústia, quanta dor repisada nas tuas palavras...
Amar assim faz sangrar o coração mais ausente.
Bom fim de semana XL e um beijo no teu coração doído...
Até mais....

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O mar me ultrapassa.
Mas ondas haverão de contar
Aos ouvidos que lá pousarem
Que um dia sonhei no mar.

O céu não vai se importar
Quando eu monge de meu hábito partir.
Mas estrelas enquanto restarem
Hão de lembrar
Que um dia me puseram feliz.

A terra , é fato, há de me subtrair.
Mas a árvore que me deitou raiz
E as cores
Que em meu tempo colhi
Estas eu levo comigo
Ninguém há de tirá-las de mim.

Fernando Campanella

Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho
Abraços Eduardo Poisl

nina disse...

Simplesmente FANTASTICO!!!!!
Parabéns!!
Nina