sábado, 1 de novembro de 2008

Palavras para te amar

O mar espera por mim sigilosamente
Molha e salpica com o seu sal tudo á sua beira
Tem com ele o vento que passa quente
O mar convida ao amor assim o teu coração queira.

Sempre te escrevi palavras que falam do mar
Do areal, da maresia e das aves com o seu bailado
Procuro nos meus poemas palavras para te amar
Para te responder ao tanto que me tens amado.

Assim eu vou ter com quem me chama
Espera-me uma gaivota branca misteriosa
Pode ela falar do sorriso de quem me ama
Nas areias límpidas da praia da Leirosa.

5 comentários:

mfc disse...

E o mar que sempre tanto nos diz...

Anônimo disse...

A praia da Leirosa.
A praia onde muito acontecee e vai acontecer,enquanto tu quiseres.
Ouvir a praia ,a areia e as gaivotas a falarem-te do amor,o amor que recebes ,o amor que dás....... voltarás sempre a esta praia e não estarás sozinho.

Um beijo dél@

Anônimo disse...

Visitar este blog é mergulhar num oceano de poesia.
Obrigada.
Inês

oteudoceolhar disse...

Imagina...entrei...... sentei-me no arreal e deixei-me embalar, por momentos embalei-me ao sabor das ondas, por momentos saborei o sabor do sal...mas logo logo acordei e deixei-me embalar pelas palavras e pela musica de embalar que toca ali ao lado no berço. Curioso que seja qual for a melodia, as palavras de ontem permanecem vivas hoje...porque será?
Eu sei, mas não digo, porque não vale a pena, tu sabes e eu sei...que as palavras que estão vivas hoje, vão ser as mesmas do amanhã...Que será feito dela? Será que ainda caminha de cabelos ao vento pelo areal...será que a minha imaginação se eu me esforçar ainda a vê lá ao longe, caminhando pausadamente pela praia...e tu aí bem no meio da foto, sentado com aquele teu ar pensativo de sempre............Divagar, divagar....que saudades. Um dia voltarei a divagar, como mereces....até lá. Beijo n´oteudocoelhar ********

A. Jorge disse...

Leio e releio o que escreves e nunca me canso!

Um abraço

Jorge